Weby shortcut
topo.gif

O EROTISMO COMO RUPTURA NA FICÇÃO BRASILEIRA DE AUTORIA FEMININA: um estudo de Clarice Lispector, Hilda Hilst e Fernanda Young (2013)

Atualizado em 01/10/17 21:55.

erot

O EROTISMO COMO RUPTURA NA FICÇÃO BRASILEIRA DE AUTORIA FEMININA: um estudo de Clarice Lispector, Hilda Hilst e Fernanda Young (2013) - (.pdf)

Luciana Borges

O erotismo como ruptura na ficção brasileira de autoria feminina: um estudo de Clarice Lispector, Hilda Hilst e Fernanda Young propõe uma leitura focada em um aspecto bastante específico da obra de três diferentes autoras da recente cena literária brasileira: a presença do erótico, seu procedimento de realização e argúcias de seu efeito mimético no discurso literário em cruzamento com questões de gênero e da condição feminina. O livro aciona hipóteses interpretativas oriundas dos próprios textos, seguindo movimentos de análise que mesclam campos teóricos variados, provenientes das áreas de conhecimento limítrofes à teoria literária. O intuito é observar o tratamento do erótico, do pornográfico ou do obsceno nas obras de ficção em estudo a partir de uma perspectiva de gênero que considera as noções de cânone e valor literário, balizadas não apenas por aspectos estéticos, mas permeadas por uma política de estabelecimento e conformação do campo literário.

 

Listar Todas Voltar