Weby shortcut
topo.gif

FACES E INTERFACES DA VIOLÊNCIA DE GÊNERO (2017)

Atualizado em 01/10/17 20:25.

Capa Sinagi

FACES E INTERFACES DA VIOLÊNCIA DE GÊNERO (2017) - (.pdf)

Getúlio Nascentes da Cunha; Fabiana Jordão Martinez (Org.)

Os textos apresentados no livro Faces e Interfaces da Violência de Gênero são o resultado de investigação epistemológica cuidadosa, concretizada por levantamentos bibliográficos e pesquisas de campo criteriosos e aprofundados. Respaldados por cânones interdisciplinares, eles engendram em meio a sua diversidade temática um profícuo debate a respeito das violências de gênero e de orientação sexual através de práticas, discursos e representações perpetuadas historicamente, e que na contemporaneidade são reproduzidas através de contornos singulares.Da precarização do trabalho feminino ao controle sobre corpos e afetos – que por sua vez, age sobre qualquer manifestação considerada subversiva (dos corpos femininos de mulheres na luta armada ou no trabalho, aos corpos e sexualidades considerados “marginais”) –, a violência tem um papel crucial na manutenção dos poderes e se passa por liberdade quando na realidade, opera com a capacidade em destituir os “outros” de sua condição de sujeito através de um regime de invisibilidade.

 

 

Listar Todas Voltar