Weby shortcut
topo.gif

INTERFACES DO GÊNERO III: GÊNERO, TRABALHO E EDUCAÇÃO (2017)

Atualizado em 01/10/17 20:20.

Capa Interfaces III

INTERFACES DO GÊNERO III: GÊNERO, TRABALHO E EDUCAÇÃO (2017) - (.pdf)

Carmem Lúcia Costa; Heliany Pereira dos Santos; Janãine Daniela Pimentel Lino Carneiro (Org.)

Os textos apresentados no Interfaces do Gênero III – Gênero, trabalho e educação são resultados de pesquisas realizadas na conclusão da Especialização em Gênero e Diversidade na Escola da Universidade Federal de Goiás. Produzidos por pesquisadores/as de diversas áreas do conhecimento científico, abordam gênero na educação, no trabalho e nos diferentes contextos históricos. O objetivo é oferecer elementos para a problematização das temáticas, contribuindo para a análise das ações emancipatórias construídas pelas mulheres ao longo da história, nos mais diferentes espaços e mecanismos. A temática Gênero e Diversidade na Educação tem o intuito de compreender como a discussão de gênero tem permeado a formação docente, os principais desafios e conquistas nesta etapa fundamental. Ao pensar a relação educação e sexualidade, esperamos subsidiar as ações políticas e pedagógicas mitigadoras de práticas sexistas e homofóbicas no ambiente escolar.
Pensar sobre a sexualidade nos livros didáticos é problematizar a inexistência de uma abordagem do conceito moderno de sexualidade, que envolve orientação sexual, identidade de gênero e afetividade. No que se refere às contribuições e representação das mulheres na História, destacamos os enfrentamentos, conquistas e as experiências edificadas contra o patriarcado, ora se inserindo nos espaços de dominação masculina, ora superando barreiras sociais, culturais e legais impostas pela sociedade patriarcal. É preciso desvelar as práticas subversivas que contribuem para a superação desta sociedade que coloca as mulheres numa posição de subordinação em relação aos homens. Já sobre mulheres e trabalho, ressaltamos a importância da análise do cotidiano das mulheres trabalhadoras, no espaço produtivo e reprodutivo para trazer a tona as contradições entre a emancipação feminina por meio do trabalho e a face perversa da precarização, que as atinge nos diferentes contextos sociais.

Listar Todas Voltar